Especial de Páscoa – Perfumaria Gourmand

Novo calendário de eventos 2020
8 de abril de 2020
Cheiros que cuidam
22 de abril de 2020

Especial de Páscoa – Perfumaria Gourmand

A faceta Gourmand: história, construção, evolução e futuro

Em época de Páscoa, é impossível não falarmos sobre perfumaria e ansiarmos por sentir os cheiros de perfumes da faceta Gourmand! Se essa faceta fosse simplificada em apenas um adjetivo, poderia ser “gustativa”.

A faceta Gourmand se traduz em combinações de notas gustativas de doces, sobremesas, frutas e condimentos adocicados. Em resumo, podemos dizer que perfumes em que se sobressaem notas de chocolate, caramelo, algodão-doce, mel, baunilha, macaron, cupcake, café, leite, amêndoas e chiclete, por exemplo, se incluem na classificação Gourmand.

As fragrâncias Gourmand são quentes e mais fáceis para usar à noite ou nas estações mais frias. É um tipo de fragrância que se aconchega na pele, mas que também pode nos remeter à nostalgia da infância, dependendo de sua construção.

O nascimento do Gourmand

Em contraponto aos excessos dos anos 80, a década de 90 começou com maior consciência sobre o consumo minimalista dentro das sociedades. Como exemplo temos o lançamento de Ck One, da Calvin Klein, que conquistou milhares de fãs pelo mundo com um frasco simples e uma fragrância unissex muito tenra, da família aromática fresca.

Essa fase mais clean que se erguia no mercado da perfumaria não impossibilitou o surgimento de fragrâncias que carregariam mais atitude, personalidade e presença. Foi dentro desse cenário que nasceu, em 1992, o clássico perfume feminino Angel de Thierry Mugler, que surge como um marco na perfumaria. Com uma fragrância única e extremamente doce, as notas marcantes e viciantes de Angel são as de chocolate, algodão-doce, caramelo e cacau, em conjunto de diferentes frutas suculentas como o coco, a ameixa, frutas vermelhas e o cassis. Além do sucesso de vendas que foi na época (e é até hoje), Angel foi o perfume responsável pela criação da classificação Gourmand – uma vez que seu odor era inédito e impossível de ser classificado dentre as famílias olfativas existentes na época.

Com um feeling único, o mestre perfumista francês responsável pela criação de Angel, Olivier Cresp, deu vida para um perfume que surgiu como um elogio à feminilidade da época, trazendo à tona toda a sensualidade e atitude que começara a tomar forma entre as mulheres que começavam a mudar seus pensamentos e comportamentos para a nova década que se iniciava.

O DNA Gourmand

Para a construção destas deliciosas notas Gourmand, existem algumas matérias-primas que criam acordes doces e gustativos em suas variações. Algumas das principais são: Etil Maltol (caramelo, algodão-doce); Etil Vanilina e Vanilina (Baunilha); Patchouli (amadeirada, porém uma de suas facetas é a de cacau); Chocovan (chocolate); Honey Signature (mel); Café MIP Next (café); Fruit Sec (frutas secas, nozes); Milk Lactona (leite, creme de leite) entre outras.

Apesar  de não ser uma exclusividade, as fragrâncias Gourmand são, em grande parte, utilizadas pelo público feminino. As notas “comestíveis” produzem uma sensação de euforia e bem-estar, pois seus odores ativam o funcionamento das papilas gustativas, causando sensações de ‘água na boca’ e prazer – assim como nos sentimos ao comer um doce muito saboroso. Como diz a ciência: olfato e paladar caminham lado a lado. Afinal, 75% do sabor que sentimos nos alimentos vem do cheiro que eles liberam.

A faceta Gourmand é considerada uma das mais importantes da perfumaria contemporânea, com uma longevidade que superou todas as outras classificações e uma ascensão que não mostra sinais de desaceleração.

O futuro do Gourmand

Podemos dizer que a perfumaria é, assim como outras tendências, um reflexo do comportamento da sociedade. Hoje as pessoas estão buscando mais pelas origens. A overdose de tecnologia nos faz sentir falta do contato com a natureza. Produtos naturais e mais amenos estarão novamente em evidência. Dessa forma podemos esperar uma releitura das notas Gourmand com doses mais delicadas de açúcar, dando espaço a combinações com notas distintas do que era conhecido dentro das composições até agora.

Gourmand é e sempre será pautado pelo universo doce. Segundo análises do mercado atual, é possível perceber que as notas Gourmand percorrem dois principais caminhos: ‘Inocência Deliciosa’ e ‘Doçura Sofisticada’. No primeiro, as construções olfativas remetem à infância, com construções mais joviais, alegres, com doces e florais como protagonistas, visando atingir um público que busca por aquela sensação de doçura mais pura e sensível. Já no segundo, encontramos um doce não tão gritante, mais sensual e maduro, que abusará das misturas com notas de café, especiarias quentes e acordes ambarados.

Ainda com o público feminino em evidência, essas criações abordarão, temas como: doçura, juventude contemporânea, alegria, otimismo e sensualidade. Assim, teremos a família Gourmand se perpetuando por mais uma temporada entre os perfumes mais queridos de todo o mundo!

Siga a Vollmens nas Redes Sociais para acompanhar as novidades do Universo das Fragrâncias: Instagram, LinkedIn e Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *